Buldogue Francês | Tudo sobre a raça Bulldog Francês

Com a sua carinha enrugada e orelhas de morcego, o cachorro Buldogue Francês é uma graça. Essa é uma raça ideal para quem procura um cão de companhia. Amoroso e divertido, esse é um cão que se dá bem com a criançada. Adora a companhia dos donos. Por isso, evite deixá-lo sozinho pois pode ficar rebelde e aprontar alguma.
Devido ao seu tamanho é uma boa raça para quem mora em apartamento. Um exemplar adulto pesa aproximadamente 14 Kg em 35 cm de altura. Embora o tamanho pequeno, esse é um cachorro robusto e forte a exemplo do buldogue inglês.
Para não ficar obeso, é importante levar ele para uma caminhada diariamente. A pelagem curta torna mais fácil a manutenção já que não exige escovação tão frequente quanto outras raças. As rugas da face também precisam ser limpas regularmente para não acumular sujeira.
Uma última dica é nunca colocar o buldogue francês para nadar pois eles não conseguem devido ao seu tipo físico. De resto curta bem o mais novo amiguinho da família!

 

Origem da raça Buldogue Francês

Acredita-se que o Buldogue Francês,  conhecido também como Frenchie, descende de diferentes cruzamentos realizados durante o século XIX, entre o Bulldog Inglês e Terriers Pequenos.

Na Inglaterra surgiu a base do nosso Frenchie atual: o antigo buldogue. Criadores na França desenvolveram bulldogs menores e os criadores americanos definiram o padrão das “orelhas de morcego”

O primeiro Clube da raça Buldogue Francês foi fundado em 1880 em Paris e o registro de um cão da raça foi incluído pela primeira vez em 1885. O primeiro standard da raça, foi redigido em 1898, mesmo ano em que foi oficialmente reconhecida.

Características do Buldogue Francês

– Possui porte corporal compacto, robusto e forte (musculoso). Possuem estrutura óssea forte e sólida.

– A cauda do buldogue francês é curta e “colada” ao corpo, sendo grossa na base.

– A pelagem do buldogue francês é curta. A pele destes cães apresenta rugas e pregas.

– As cores mais comuns são fulvo, tigrado, marrom, creme e branco.

– Os cães saudáveis e adultos desta raça pesam entre 8 e 14 kg, medindo entre 30 e 36 cm.

– As orelhas são uma característica marcante nesta raça, pois são eretas e o formato se assemelha as dos morcegos.

– Os buldogues franceses vivem, em média, de 11 a 14 anos.

– Possuem cabeça grande, larga e com formato quadrado. O focinho é achatado.

– O nariz e os lábios são na cor preta.

– Os olhos são escuros com formato arredondado.

– Possuem pernas afastadas, em linha reta, musculosas e fortes. As pernas posteriores são maiores do que as da frente.

– Apresentam dentes bem afiados e lábios avermelhados.

 

Comportamento e personalidade

O Buldogue Francês exerce o papel de companheiro com maestria. Ele é muito apegado ao dono e precisa de companhia constante para ser feliz. Se você trabalha o dia todo e pretende deixa-lo sozinho em casa, considere adquirir outra raça, que sofra menos com a sua ausência. Quando sozinho, seu jeito agitado pode contribuir para desenvolver comportamentos destrutivos, como roer, morder e até comer objetos – ele não é muito delicado, por isso é preciso estar de olho sempre. Este comportamento tende a diminuir com o passar do tempo, mas pode se estender de acordo com a criação, o comportamento individual e o stress de ficar sozinho.

Ele é animado, engraçado, divertido e brincalhão – sempre pronto para interagir com você, sua família e seus convidados. Onde vai é motivo de comentário, com seu jeito divertido e temperamento dócil e amigável. Com o Frenchie não tem essa de estranho: ele faz amizade com quem estiver por perto em um piscar de olhos. Quando criados com crianças se tornam seus amigos inseparáveis, sempre interagindo e protegendo-as.

– É um ótimo cão de companhia. Pode também exercer a função de cão de guarda.

– São ativos, brincalhões e divertidos. Adoram brincar com crianças.

– São afetuosos, carinhosos, tranquilos e pacientes.

– Por serem teimosos, é necessário um treinamento eficiente.

– São inteligentes e muito sociáveis (com pessoas e outros cachorros).

– Gostam muito de dormir e costumam roncar.

– Embora possam viver em locais pequenos como apartamentos, por exemplo, necessitam de atividades físicas diárias.

– São muito leais e protetores com relação aos seus donos.

 

Saúde

Os problemas de saúde e doenças comuns da raça Buldogue Francês costumam ser a displasia coxo-femoral, que machuca o quadril ou as articulações no geral causando muita dor e incômodo ao animal, e distocia que nada mais é que a dificuldade no parto, provocada pela pequena passagem no canal por onde o feto sai comparada ao tamanho de sua cabeça. Nesse último caso, os veterinários muitas vezes recorrem a uma cesariana.

A pele desses animais é uma das partes mais preocupantes para o tutor e os veterinários, isso porque ela está propensa a desenvolver determinadas doenças com a dermatite de dobra facial, dermatite interdigital, atopia e alergia alimentar. Todos esses problemas causam coceira, vermelhidão e, por vezes, ferimentos sérios no corpo dos cães.

Além disso, o buldogue francês é um dos campeões ao que se refere em problemas oculares. Entrópio, problema na pálpebra; catarata, afeta o cristalino e pode causar cegueira; distriquíase, irritação do olho através do crescimento anormal dos cílios; e olho de cereja, uma doença caracterizada pelo lacrimejamento ocular constante causado por irritações.

 

Cuidados com a raça

Na higiene atentamos para a limpeza dos ouvidos, a escovação e a limpeza das dobrinhas que devem ser feitas semanalmente. Os banhos devem ser mais espaçados, no mínimo quinzenalmente. Banho em excesso pode tirar a proteção natural do pelo e deixá-lo mais suscetível a doenças de pele. Verifique sempre as unhas, que quando não se desgastam tem de ser aparadas por um profissional competente.

 

Exercícios:

Apesar de serem muito brincalhões, os frenchies não são muito resistentes para prática de exercícios. O bulldog Francês possui massa muscular compacta e pesada, as pernas curtas e o focinho achatado, o que impede que se prolongue nas brincadeiras e caminhadas. Especialmente se fizer muito calor. Nunca exponha o seu frenchie ao calor excessivo e não o deixe brincar nas horas mais quentes do dia. Por serem braquiocefálicos, eles podem ter hipertermia (aumento da temperatura corporal. O ar não consegue resfriar a tempo, antes de chegar aos pulmões, por causa das vias respiratórias serem curtas) A hipertermia é fatal caso o cão não seja socorrido de imediato.

 

Alimentação:

Uma alimentação bem balanceada como as do tipo Super Premium, são as mais indicadas para o bom desenvolvimento do cão desde o desmame até a terceira idade. São oferecidas nas variedade Júnior, Adultos e Sênior, além das específicas por raça e as medicamentosas. Consulte sempre um veterinário para verificar qual a indicada para o seu frenchie.

 

Frio:

Os frenchies na verdade são calorentos. É natural que sintam frio quando ficam expostos com pele úmida ou em repouso (dormindo, descansando) sem abrigo. Como eles têm focinho curto, o ar não chega a esquentar até chegar aos pulmões. Em dias muito frios eles gostam de hibernar, por isso muitos confundem que eles são friorentos.

 

Calor:

Calor X Frenchie, não combinam. Não é só submetendo-o a brincadeiras ou exercícios em horários quentes que o afeta. Como já foi citado, eles são braquiocefálicos, e podem ter hipertermia, o que pode até mesmo levá-lo a óbito, se não for identificada a tempo e revertido o quatro. Então cuidado redobrado em dias quentes.

 

Escovação:

Quanto a frequência de escovação depende muito se o exemplar deixa cair muito ou pouco pêlo. A ração também influência nesse fator. Existem rações Indoor – para cães criados dentro de casa. Esse tipo de ração, geralmente evita que o pelo caia freqüentemente.

 

O lugar ideal para o Buldogue Francês viver

Buldogue Francês são cães de dentro de casa, e NÃO de quintal. Eles são cães de companhia, apaixonados pelos donos e precisam estar na presença deles. Um Bulldog Francês que vive trancado sozinho ou do lado de fora da casa não será um cão feliz. Eles precisam da nossa companhia, então não queira ter um se você irá deixar o frenchie sozinho em casa, ou longe do convívio com humanos.

 

Preço do Buldogue Francês

Quanto custa um Buldogue Francês:

O valor do Buldogue Francês depende da qualidade dos pais, avós e bisavós da ninhada (se são campeões nacionais, internacionais etc).

Mas, você pode adquirir o seu filhote sem se preocupar se ele é filho de um cão vencedor de exposições. Note, porém, que mesmo assim é preciso procurar um criador sério e responsável, que se preocupa com seus cães, que faz exames frequentemente para evitar o cruzamento de cães doentes e que não abuse dos seus animais para fazer dinheiro.

 

Fotos de Bulldog Francês filhotes e adultos

Fonte: Adoro Cães